Coronavírus e mercado imobiliário
Mercado Imobiliário

Coronavírus e o mercado imobiliário: As previsões para a pós crise

A pandemia do coronavírus alterou a curva de crescimento que acompanhava o mercado imobiliário nos últimos anos. Desde o surgimento dos primeiros casos do COVID-19, o mercado acompanhou receoso a evolução do vírus. Primeiramente, de modo externo. Em seguida, após a confirmação do primeiro caso no Brasil, de maneira constante. É possível afirmar que desde a 2ª Guerra Mundial não houve nenhuma situação que envolvesse todos os países em comoção e engajamento. E isso afeta todos os setores – desde saúde, educação até mesmo economia. E é sobre este último que o presente artigo irá abordar, apontando possíveis cenários pós pandemia.

Coronavírus fez cair para a metade as intenções de compras no mercado imobiliário

Segundo pesquisa divulgada pela Gazeta do Povo, 45% de quem procurava um imóvel decidiu aguardar o fim da pandemia. Enquanto isso, os outros 55% vê o momento como uma situação de espera, cientes do fim da crise.

Não levantaremos aqui questões éticas relacionadas ao certo e errado. Primeiro por sabermos das situações individuais de cada possível comprador. Segundo, por entender que a prioridade do atual cenário ser outra é absolutamente normal. E por último, por acreditar no fim da pandemia e no retorno das atividades do mercado imobiliário.

Contudo – e principalmente para aqueles que possuem planejamento financeiro estável – o momento pode gerar oportunidades interessantes. Isso por causa da baixa histórica na Taxa Selic e todos os juros envolvidos com ela. Além disso, seguindo a evolução de casos em países que foram atingidos antes pela pandemia, a crise é passageira. E isso não precisa inviabilizar um planejamento de longo prazo, como é o caso da aquisição de um terreno.

Recomendação é agir com prudência e cautela

Mesmo com o cenário de urgência apontando como provisório, especialistas apontam que o ímpeto de consumir precisa ser analisado. Isso porque permanece essencial a verificação de todos os fatores que envolve a aquisição de um terreno. Também é importante compreender os prazos de entrega e trâmites que envolvem desde a aquisição até a construção do terreno. Se por um lado isso pode garantir um planejamento mais sólido, por outro pode adiar o sonho de uma casa própria.

Contudo, o atual cenário também facilita a aquisição de linhas de crédito com valores atrativos. Tudo isso por causa das medidas econômicas tomadas pela Caixa Econômica Federal.

O coronavírus dá uma pausa no mercado imobiliário antes de retomar o crescimento

O mercado imobiliário já entendeu que não dá para ignorar os sinais da pandemia do coronavírus. Porém se apoia nos crescimentos anteriores do setor, que após cinco anos consecutivos de queda, teve em 2019 um aumento de 1,6% no PIB da construção civil. A projeção inicial para 2020 que era de 3% será menor, mas isso não desanima os investidores.

Isso porque a estrutura que envolve o mercado imobiliário é sólida e constante. 

Alternativas online diferenciam as empresas visionárias

Ainda que o momento seja conturbado, há empresas como a Lotenet que se apoiam em iniciativas pioneiras. Por isso contamos com um portifólio completamente online, os serviços oferecido permanecem ativos e confiáveis.

A Lotenet é o primeiro portal de compras e vendas de lotes no Brasil, e tem facilidades para o cliente de maneira segura e rápida. Fazendo uma tour virtual por nossa página é possível conhecer os lotes e fechar negócios atrativos.Para saber mais sobre nossos serviços, clique em um dos ícones abaixo.

Whatsapp: previsão do mercado imobiliário para coronavírus
Facebook: previsão mercado imobiliário
Linkedin: previsão para o mercado pela pandemia
Youtube: previsão
Instagram: coronavírus e o mercado imobiliário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *