fossas sépticas instaladas em um quintal
Dicas

Fossas sépticas para loteamentos: quando devem ser usadas?

As fossas sépticas para loteamentos são algumas das opções mais viáveis, ecologicamente corretas e funcionais quando o assunto é esgotamento sanitário. Ainda assim, há muitas pessoas que possuem resistência quanto à utilização deste meio, muitas vezes por desconhecimento.

Nesse artigo, vamos desvendar alguns mitos relacionados às fossas sépticas, mostrar sua eficiência e compreender quando é recomendável o seu uso.

Para saber mais, também preparamos dois Momentos Lotenet exclusivos para você. Não deixe de conferir acessando nosso Instagram.

Esgotamento sanitário no Brasil é extremamente preocupante

Segundo dados do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS), cerca de 52% da população brasileira não possui um esgotamento sanitário adequado. Nem por atendimento via rede pública ou mesmo através de fossas sépticas. Em outras palavras, são cerca 1,2 milhões de internações por ano, devido a esse motivo. Mas partindo do princípio que você faz parte destes outros 48%: você sabe pra onde o seu esgoto está indo e acha justo pagar mensalmente por um serviço, pelo resto da vida?

As fossas sépticas são as melhores alternativas para unir sustentabilidade, economia e facilidade. Cidades como Ouro Preto, por exemplo, na Região dos Inconfidentes, fazem desse recurso a melhor opção de esgotamento sanitário para empreendimentos. Isso em um município em que o saneamento público não alcança todas as localidades, e aqueles que utilizam fossas são privilegiados com a condição de saneamento.

Muitas pessoas consideram que o uso das fossas sépticas – e não de uma rede pública de esgotamento – são soluções inferiores para o serviço. 

Mas iremos aqui desmistificar algumas opiniões.

Principais mitos sobre o uso das fossas sépticas

Primeiramente, é importante esquecer o conceito das antigas fossas, comuns em zona rural.

A tecnologia avançou e não se usa mais aqueles modelos antigos que víamos em sítios ou propriedades rurais. As atuais fossas sépticas são biodigestoras, não produzindo mau cheiro ou sujeira. Além disso, ao contrário de uma rede de saneamento, elas cumprem um papel importante quando falamos em economia e meio ambiente. Isso porque elas são de fácil instalação, e tratam o esgotamento do vaso sanitário, o transformando em fertilizante. 

E você não precisa de um grande espaço para instalá-la, uma vez que elas possuem capacidade de cerca de 3000 litros, sendo instaladas 3 ao mesmo tempo.

Em comparação, é o equivalente a uma caixa d’água de 10 mil litros.

Com as fossas biodigestoras, é possível também encaminhar a água resultante de pias, banheiro e tanques diretamente para tratamento. 

E o melhor: sua limpeza periódica é apenas para retirada de lodo, já que todos os outros compostos são absorvidos pelo solo, sem prejudicá-lo.

Fossas sépticas em loteamentos: vantagens e desvantagens

É possível listar diversos benefícios na instalação da fossa séptica. 

Contudo, é preciso antes fazer uma observação: quando se trata de fossas sépticas ecológicas e bem planejadas, elas possuem um maior valor de investimento, contudo o investimento é rapidamente recuperado pela economia com manutenção.  Fazendo uma comparação, é o equivalente a instalar um sistema de aquecimento solar. Ele tem um valor agregado maior, mas com a diminuição nos gastos com luz, ele é facilmente recuperado em poucos anos.

Primeiramente, é preciso saber que fossas sépticas seguras irão possuir estanqueidade contra vazamentos e contaminação, podendo ter até 40 anos de garantia, se com manutenção e instalação corretas. 

Além disso, ela elimina completamente condutores de doenças, protege o lençol freático da região onde foi instalada, permitindo até a reutilização da água tratada para irrigar jardins, por exemplo. Isso significa causar menor impacto à flora, fauna, ar, solo e água.

Suas desvantagens, além de maior investimento, estão todas ligadas a uma instalação incorreta ou manutenção feita sem prazos adequados.

Um procedimento simples e efetivo

Em resumo, as fossas sépticas biodigestoras realizam o tratamento sanitário da seguinte forma: entra o esgoto dos vasos sanitários e sai um biofertilizante líquido que pode ser jogado em pomares, cultivos.

Além disso, ao contrário das antigas fossas, não é necessário pedir nenhum caminhão limpa-fossa porque não haverá dejetos a serem retirados. Eles serão todos diluídos no tratamento.

Agora que você sabe mais sobre este tipo de opção, que tal dar uma chance ao ecologicamente correto, e utilizá-lo em sua construção?

Se ficou alguma dúvida, entre em contato conosco pelos nossos canais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *