Cidades e Bairros,  Mercado Imobiliário

Boom imobiliário: Região Metropolitana de BH lidera em Minas Gerais

A Região Metropolitana de BH, há anos, é uma área com alta capacidade construtiva, seja para morar ou investir. Neste ano, a previsão é que o boom imobiliário ensaiado em 2020, ganhe uma dimensão ainda maior. Tal fato pode ser resumido pela alta demanda de consumidores para terrenos, lotes ou propriedades. Contudo, ao se abordar este cenário em um ano cheio de incertezas e durante uma pandemia – como foi 2021 – é preciso uma análise mais minuciosa e detalhada.

Ainda em 2019, abordamos em um artigo aqui no blog sobre as vantagens de investir na Região Metropolitana de BH. Naquele momento, os principais argumentos ainda pairavam sobre preços atrativos, a saída de centros urbanos para melhor qualidade de vida e o alto grau de valorização. Todos estes tópicos ainda são pertinentes quando se analisa o cenário dois anos depois, mas é preciso levar em conta alguns fatores pontuais.

Confira conosco sobre o boom imobiliário em Minas Gerais e o porquê a região metropolitana de Belo Horizonte se destaca.

Queda na taxa de juros e o desejo de morar melhor após a pandemia

A principal dúvida do mercado imobiliário, quando se viu diante uma crise de saúde pública como a COVID-19 era a respeito de seu crescimento. Devido seu histórico de rápidas retomadas pós-crise, a expectativa era de mudanças na forma de atender os clientes, visto o aumento na procura por casas maiores e que atendessem a demanda, por exemplo, do home office e da segurança. Com isso, os dois últimos trimestres de 2021 apontaram, segundo a FGV, resultados com pequeno aumento mas que indicam um crescimento sólido neste ano. 

De maneira geral, a pandemia teve efeito prático que apenas retardou o crescimento projetado. Para este ano, a Câmara Brasileira da Indústria da Construção prevê um aumento de 4,1% no setor. E parte disso é pelo alto fluxo de negociações realizadas no segundo semestre de 2020.

A Taxa Selic, com sua queda histórica a 2% e o desejo do brasileiro de morar em casas maiores e mais completas, alavancou essas expectativas.

Boom imobiliário da Região Metropolitana de BH engloba vários fatores

Além dos fatores externos, de economia e cenário da COVID-19, é importante considerar outros fatores que explicam o boom imobiliário nas cidades vizinhas a Belo Horizonte.

De acordo com a presidente da CMI/Secovi-MG, Cássia Ximenes, o perfil dos imóveis, terrenos e lotes procurados mostram uma mudança de prioridades da população. Para ela,  “a prática do home office, por exemplo, deu mais liberdade para as pessoas morarem em regiões mais longe do trabalho”. Isso porque passou-se a não ser prioridade pensar em transporte público para se deslocar para o trabalho.

Dessa forma, a população começou a pensar no êxodo urbano, que se caracteriza pelo retorno a cidades menos populosas e com melhor qualidade de vida que as capitais. O diretor de vendas da Lotenet Deni Lamb, abordou este assunto em um vídeo do ano passado. Você pode conferir logo abaixo.

Demanda superaquecida impulsiona procura na Região Metropolitana de BH

De acordo com dados da CMI/Secovi-MG, as vendas no mês de outubro de 2020 cresceram 17,02% no estado. Este é o melhor resultado desde 2013, e cerca de ⅔ da procura na região metropolitana de BH não está na capital.

Por isso, é possível analisar que o modo de vida dos mineiros, assim como da população em geral, está mais focado em qualidade de vida e com a possibilidade de passar mais tempo em casa. Para os investidores, a explicação também é simples. Com sucessivas quedas nas taxas e uma variação preocupante nos mais diversos investimentos, o setor imobiliário permanece firme como fonte de renda que sofre os menores impactos. A frase “quem compra terra, não erra” continua atual.

Também é necessário situar que a infraestrutura da região metropolitana de Belo Horizonte continua gerando amplo aquecimento no mercado. Por exemplo, o aeroporto de Confins, a Linha Verde, a instalação da Cidade Administrativa e o desenvolvimento industrial da região. O destaque no chamado Vetor Norte são os municípios de Lagoa Santa, Vespasiano e Pedro Leopoldo, que contam com alta capacidade construtiva e facilidade de acesso às principais vias.

Para continuar bem informado sobre o mercado imobiliário, e principalmente, aos melhores lançamentos do país, continue nos acompanhando em 2021, aqui pelo site, pelo nosso Instagram e Facebook.

A Lotenet está pronta para fazer deste ano, mais um período importante para seus clientes, corretoras e incorporadoras que buscam excelência em suas atividades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *